sexta-feira, 29 de julho de 2011

3 HORAS DE PICUA



ABILIO FERNANDO GANHOU AS 3 HORAS DE PICUA.

Organizado por um grupo de jovens Portuenses, realizou-se na Quinta da Picua (Porto) uma "prova de resistência de três horas para motocicletas". É, por assim dizer, uma reacção do Norte perante o marasmo e a indiferença a que parece votado o nosso motociclismo, e que aqueles jovens se recusam a aceitar, sozinhos e a titulo particular, tentam praticar o seu desporto favorito. Assim, nas 3 Horas de Picua, prova de resistência para motociclistas, reuniram-se 24 concorrentes e um público numeroso e entusiasta (todos convidados) que não se cansou de incitar os esforçados desportistas, cem por cento amadores. O conhecido ‹‹Nan¡››, um dos favoritos, esteve presente numa Flândria, mas partiu um segmento e foi obrigado a desistir. A prova tornou-se, assim,fácil a Abílio Fernando, que,numa Sachs Dúnia 5 v, completou 111 voltas. Uma das fases mais interessantes da corrida foi, sem dúvida, a sensacional recuperação de Luis Filipe, que, apesar da adversidade, ainda conseguiu cobrir 107 voltas.Dado o aumento de popular¡dade e a envergadura que este género de provas está a tomar,pensam os jovens organizadores e concorrentes lançarem-se em maiores ‹‹voos››. É inegável que o seu esforço merecia o apoio de alguém qualificado e com possibilidades de realização. Porque não a Federação?-CLASSIFICAÇÃO FINAL: Abílio Fernando, Sachs Dúnía 5 v (1.° cl. C), 111 voltas ; 2.°, Luís Fílipe-Jorge Andresen -Honda 5 v (2.°cl. C) 107;3º Avelino Rocha-Antonio Tavares,Sachs V5 (3 cl.C) 106 voltas.

sexta-feira, 22 de julho de 2011

PISTA DE LEÇA DO BALIO



NANI E A SUA "JAWA"





Nani no seu estilo inconfundível,um piloto de eleição.


OS PRIMEIROS CAMPEÕES NACIONAIS MOTOCROSS



Acabou o l.° Campeonato de Portugal de Motociclismo que a Federação Portuguesa da modalidade levou a efeito, devidamente patrocinada.Estes foram os Primeiros Campeões Nacionais de Motocross,decorria o ano de 1969.

sábado, 2 de julho de 2011

Manuel do Amaral


Manuel do Amaral tinha a sua oficina no Paiço em Lavra.Começou por aprender mecânica indo com frequência às fábricas como a Casal,Famel e mais tarde a Sachs.
Mas sempre teve gosto pelas corridas e decidiu adquirir uma Stamir. Essa Stamir era essencialmente para ver o que o Sr.Miranda fazia no cilindro para este o copiar ou até tentar melhorar.
E assim foi, essa máquina correu mas o motor Casal de 5vel. que vinha equipado com ela não ajudava, principalmente a caixa.Então aproveitando a montagem equipou-a com um Zundapp,o que melhorou muito o andamento. O motor Sachs ainda era para alguns uma miragem.
Tentou sempre melhorar os seus conhecimentos indo inclusive a Vigo,para buscar algum material e também conhecimento principalmente da motos DERBI,que na altura tinham boas máquinas de Motocrosss.
Aproveitando ainda a Stamir também copiou o quadro e mandou fazer alguns para uso das suas máquinas e outros ainda chegou a vender.
Depois arranjou um motor Sachs e começou a equipar as suas máquinas.
Mas quando teve uma boa máquina não tinha piloto a altura acabando por desistir das corridas.
Guarda boas recordaçôes desse tempo,admirando como pilotos o Antonio Rodrigo e depois mais tarde José Carvalho que diz que nunca tinha visto ninguêm a andar em 50cc como ele.