domingo, 29 de junho de 2008

ALEXANDRE ULISSES SOUSA NOGUEIRA







Alexandre Ulisses nasceu em 31-08-1952,a sua primeira corrida foi em 1969 em Gueifães-Maia, com uma Vilar-Casal de 2 velocidades de mão. Sagrou-se campeão em 1972.
O piloto estrangeiro que mais admirava era André Malherbe, chegando inclusivamente a correr com ele na classe sub-21.
O piloto Nacional que mais admirava era o Manuel Massadas e Mota Dentinho.
As primeiras máquinas que correu eram preparadas pelo próprio, mais tarde eram preparadas pelas Fábricas para quem corria, exemplos: Vilar, EFS, SIS SACHS,CASAL, PUCH-DISBIMOTO.
O principal apoio que tinha eram das marcas para quem corria, mas também da Sumol e da Timex.
As pistas que mais gostava eram: Águeda-Casal de Álvaro, Mercês e a pista da Taboeira de Aveiro.
O momento mais marcante foi numa das provas de Campeonato Nacional, onde se encontrava magoado num dos joelhos, não conseguindo pousar a perna no chão, alcançou a Vitória.

domingo, 22 de junho de 2008

CASAL 50CC CROSS

A Casal 50cc Cross, encontrava-se à venda em qualquer representante «Casal» em 1977,ao preço de 33500$00, a de competição pronta para cross, a fábrica de Aveiro disponha de um reduzido numero ao preço de 42000$00.Esta «Casal» de competição cross só se podia encontrar na sucursal da Casal em Sangalhos, pois era aí o departamento de montagem dessas máquinas.

quinta-feira, 19 de junho de 2008

ABÍLIO FERNANDO DOS SANTOS FERREIRA







Abílio Fernando nasceu em 27 de Setembro de 1950. Iniciou-se nas competições em 1967 com uma «Dunia» 50cc de 5v, tendo conseguido um Título para a Confersil e 4 para Sachs SIS, foi um dos melhores pilotos de 50cc.
Gostava de todas as pistas, corria em qualquer pista, desde que ela fosse difícil e que tivesse a segurança necessária.
Tinha o patrocínio da Sachs com fornecimento de material, pelo que teve sempre uma boa máquina de corrida.
O piloto que mais admirava era António Rodrigo, pois foi o único piloto que o venceu.
Tendo feito provas em 125cc, dizia que a diferença entre 50cc e 125cc era que"em 50cc tenho de tirar-lhe os cavalos cá para fora,enquanto uma 125cc, tenho que aguentá-los e poucas vezes se tira o rendimento total de uma máquina de 125cc ou 250cc".

quarta-feira, 18 de junho de 2008

MANUEL BAGUIM





Manuel Baguim, nascido em 26 de Abril de 1954, fez a sua primeira corrida no Castêlo da Maia.
A sua primeira moto foi uma KTM. O piloto estrangeiro que mais admirava era Heiki Mikkola.
Sagrou-se Vice-Campeão em 1976, sendo patrocinado pela Moto Reparadora de Catassol de Bernardino Torres que lhe emprestava as motas para ele correr.
De salientar que Manuel Baguim além de correr na classe 50cc, também corria em 250cc.

domingo, 15 de junho de 2008

COMO ALTERAR QUADRO CASAL K188

Se tem um quadro deste tipo e precisa de um excelente quadro para Cross, proceda do seguinte modo: A foto dá-lhe uma pequena ajuda.
Primeiramente de um dos lados do quadro corte o tubo, que vai do V formado por cima do eixo do braço oscilante à parte superior traseira(fixação original do amortecedor); corte dois tubos, encha-os com areia e depois dobre-os a calor de maçarico.
Solde-o a aparelho semi-automático de soldadura. O tubo onde cria a fixação superior dos amortecedores, fará um ângulo para diversas posições, desde os 45 aos 90º.
A fixação inferior dos amortecedores de 360mm, faz-se à frente do eixo da roda, no braço oscilante, tanto quanto for necessário ao curso dos amortecedores, para que a roda na posição superior não toque no guarda-lamas ( só o necessário, nada de exageros de altura da roda traseira).
Não se esqueça de ao criar a fixação avançada no braço oscilante, de dar certo reforço ao mesmo, para que este não lhe faça uma surpresa e quebre.
Substitua o sistema original da coluna, por rolamentos de roletos cónicos.
Este quadro é o mais válido que a Casal concebeu, já que a sua concepção se fundamenta em protótipo Holandês, realizado por um especialista chamado «Boele» e que data de 1972.
Alterando-lhe também o berço inferior podemos adaptar um motor Sachs.

quinta-feira, 5 de junho de 2008

EDUARDO SANTOS


50cc JÚNIOR

FANTIC CABALLERO




terça-feira, 3 de junho de 2008

Veja meu Slide Show!

TOKAS E BEKAS







Adalberto Fernando de Jesus Cruz,nasceu em 25 de Abril de 1964.Mais conhecido por Tokas, herdou esta alcunha de um primo também ele um bom piloto de motocross, Avelino Silva,chegou a correr em Montesa e Sachs.
A sua primeira corrida foi em 1970, em Leça da Palmeira no Cabo do Mundo, numa prova de populares, com uma Honda XL70, mas com um motor da Monkey de 50cc.
Foi campeão em 74,75,76 e 77.
A pista que mais gostava era a do Cabo do Mundo.
O piloto Nacional que mais admirava era Manuel Massadas e o piloto estrangeiro era Joel Robert.
O Troféu Sumol foi o que mais marcou, pois a Sumol disponha de duas carrinhas com arca frigorífica que distribuia Sumol pelos miudos e dava bastantes brindes, o que era gratificante para eles.





Maria do Céu Cruz, irmã do Tokas,mais conhecida por Bekas.
Participou no campeonato de mini-motocross, com a máquina do irmão, a Honda XL.










PUBLICIDADE ANTIGA









domingo, 1 de junho de 2008

FORVEL CROSS


HISTÓRIA DO MOTOCROSS EM PORTUGAL


Sobre a Origem do Motocross no nosso País, ela data por volta dos anos 60, por iniciativa de um grupo de alunos do Colégio dos Maristas à Boavista no Porto.
Começaram nos terrenos anexos ao Colégio a competir entre si, com motorizadas de então: Motom, Cucciolo, Alpine entre outras.
O Jornal de Noticias na altura fez uma reportagem sobre o acontecimento, divulgando assim a modalidade entre nós.
Também se fizeram inúmeras provas na Quinta da Pena. Mas o inicio do Campeonato Nacional de Motocross foi no ano de 1969, mais propriamente em 27 de Abril, na Vila de Queluz, na qual se inscreveram 42 concorrentes, mas só apareceram 26 e na qual se classificaram 10, entre Motos e Motorizadas.
As Motos eram das mais variadas, desde a «Ariel», «Royal»,«Yamaha» e a «Jawa», que era a única realmente de motocross, todas as outras, foram preparadas e arranjadas para a prova por Manuel de Almeida que no Sul, foi o grande obreiro dessa iniciativa.
No Norte, foi o Stand Batalha que mandou vir uma Moto para o piloto Nani, mas Motorizadas havia desde a «Honda» normal, aliás eram todas normais, a «Sachs» automática e até uma «Gó Gó» de roda pequena, na qual se iniciou o Elvino do Nascimento que veio a consagrar-se Campeão Nacional nesse ano, e assim se deu inicio ao Campeonato Nacional,no qual se iniciaram Nani, Leonel de Sousa, Elvino do Nascimento,Alfredo Tomás, Orlando Fonseca, Manuel de Almeida e José Paulo. No ano seguinte vieram António Tavares, Manuel Massadas e Abilio Fernando.
Algumas provas da época realizavam-se em Recardães-Águeda, Cabo do Mundo-Matosinhos, Vale de Grou-Águeda, Souto do Rio-Águeda e no Lidador-Maia.